Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Policia
Comerciante de Balneário Camboriú foi assassinado por R$ 10
Quarta, 7/8/2019 9:24.
Arquivo pessoal.

Publicidade

O Página 3 noticiou segunda-feira (5) o assassinato do dono de um bar que fica na rua 2.950. Novas informações sobre o crime foram repassadas por familiares da vítima, Venício Pereira, 52 anos, revelando que o homem foi morto por R$ 10.

Um sobrinho da vítima, que não quis se identificar, informou que os responsáveis pela morte do tio são Sebastião Pinheiro, conhecido como ‘Tião do Frete’, e o filho dele, Airton Pinheiro, que seria o principal agressor.

Venício deixou a esposa, Andreia Aparecida Camilo, e um filho de apenas quatro meses.

Foi informado ainda que o delegado responsável repassou para a família que o caso é considerado homicídio triplamente qualificado.

“A Polícia Civil afirma que já sabe a possível localização dos assassinos e que os mesmos devem se apresentar hoje (7). Teriam discutido porque o Sebastião não queria pagar uma cerveja (R$ 10) que teria consumido. O delegado afirmou ainda que é um crime por motivo fútil, cruel, e sem possibilidade de defesa da vítima, por isso homicídio triplamente qualificado”, explicou o sobrinho. 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Destaques

Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Comerciante de Balneário Camboriú foi assassinado por R$ 10

Arquivo pessoal.

Publicidade

Quarta, 7/8/2019 9:24.

O Página 3 noticiou segunda-feira (5) o assassinato do dono de um bar que fica na rua 2.950. Novas informações sobre o crime foram repassadas por familiares da vítima, Venício Pereira, 52 anos, revelando que o homem foi morto por R$ 10.

Um sobrinho da vítima, que não quis se identificar, informou que os responsáveis pela morte do tio são Sebastião Pinheiro, conhecido como ‘Tião do Frete’, e o filho dele, Airton Pinheiro, que seria o principal agressor.

Venício deixou a esposa, Andreia Aparecida Camilo, e um filho de apenas quatro meses.

Foi informado ainda que o delegado responsável repassou para a família que o caso é considerado homicídio triplamente qualificado.

“A Polícia Civil afirma que já sabe a possível localização dos assassinos e que os mesmos devem se apresentar hoje (7). Teriam discutido porque o Sebastião não queria pagar uma cerveja (R$ 10) que teria consumido. O delegado afirmou ainda que é um crime por motivo fútil, cruel, e sem possibilidade de defesa da vítima, por isso homicídio triplamente qualificado”, explicou o sobrinho. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Destaques