Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esportes
Grêmio faz 2 a 0 no Athletico-PR e fica perto da final da Copa do Brasil

Quinta, 15/8/2019 7:49.

Publicidade

Felipe Rosa Mendes
Se no Brasileirão o Grêmio não brilha, nas competições de mata-mata a equipe de Renato Gaúcho segue mostrando força. Na noite desta quarta-feira, em Porto Alegre, o time gaúcho fez valer o mando de campo contra o Athletico-PR, venceu por 2 a 0 e ficou perto da final da Copa do Brasil. Everton e André foram os destaques do jogo.

Mesmo se sofrer uma derrota por 1 a 0 no jogo da volta, marcado para 4 de setembro, em Curitiba, o Grêmio fica com a vaga na final, que não disputa desde 2016. A outra semifinal será decidida no mesmo dia, entre Internacional e Cruzeiro, no Mineirão. Na ida, o time gaúcho levou a melhor, por 1 a 0, abrindo a possibilidade de um Gre-Nal na decisão.

Para a partida da volta, o Grêmio terá uma baixa importante. Everton, autor de uma assistência nesta quarta, levou amarelo e está suspenso. O lance da falta que gerou o cartão, ainda no primeiro tempo, causou a irritação de Renato Gaúcho com o jogador, na beira do gramado.

O triunfo desta quarta confirmou a força gremista nas Copas - o time está classificado para as quartas de final da Copa Libertadores. Estas boas campanhas contrastam com o rendimento abaixo do esperado no Brasileirão, no qual a equipe de Porto Alegre completou quatro jogos sem vitória, no fim de semana passado. E já está perto da zona de rebaixamento.

O JOGO - Sem tomar conhecimento do Athletico, o Grêmio partiu para cima assim que o árbitro apitou pela primeira vez no jogo e acelerou o jogo logo nos primeiro minutos. Aos 5, Cortez já arriscava chute colocado que testou o goleiro Santos. Everton, dois minutos depois, também tentou em finalização pelo mesmo lado esquerdo.

O time da casa ganhava em volume de jogo até abrir o placar, aos 23 minutos. Em boa jogada pela intermediária, Matheus Henrique acionou Everton, que acertou lindo passe para André escorar de cabeça para as redes. Na sequência do gol, aos 27, o Grêmio quase anotou o segundo em cobrança de falta na área.

A resposta do Athletico veio no mesmo minuto. Em contra-ataque iniciado pelo goleiro Santos, Rony disparou pela direita e bateu cruzado, perto do pé da trave defendida por Paulo Victor. O time paranaense só voltou a ameaçar no primeiro tempo aos 41, quando Marcelo Cirino tabelou pela esquerda, entrou na área e bateu com força, assustando o goleiro gremista.

Fora estes dois lances, o Grêmio foi soberano em campo na etapa inicial, principalmente quando jogava pelo lado esquerdo. A exceção foi a forte finalização de Maicon, pelo meio e de fora da área, aos 29. Santos fez a defesa.

A boa movimentação da primeira etapa desapareceu no começo do segundo tempo. O jogo, morno, só engrenou novamente a partir dos 18 minutos, quando André desperdiçou grande oportunidade. Ele recebeu ótimo passe na entrada da área, mas se enrolou sozinho com a bola, diante do goleiro, e caiu no gramado. Foi a última chance do jogador, substituído na sequência por Diego Tardelli.

A entrada do experiente jogador deu maior volume de jogo para o ataque gremista, aliviando a concentração das jogadas sobre Everton. Voltando a exibir maior mobilidade no ataque, o Grêmio chegou ao segundo gol em lance de bola parada. Aos 27, Jean Pyerre aproveitou vacilo de Santos na montagem da barreira e bateu falta quase rasteiro no canto: 2 a 0.

Mais confiante, o Grêmio quase chegou ao terceiro logo em seguida. Aos 29, Alisson disparou pela direita, entrou na área, cortou o marcador e bateu rasteiro, rente ao pé da trave esquerda de Santos.

O time da casa ainda teve outra grande chance para fazer o terceiro e ficar ainda mais perto da final. Foi aos 43 minutos, quando Tardelli recebeu na direita, na entrada da área, e finalizou quase no pé da trave.

FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO 2 x 0 ATHLETICO-PR

GRÊMIO - Paulo Victor; Leonardo, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon (Luan), Matheus Henrique, Alisson, Jean Pyerre (Thaciano) e Everton; André (Diego Tardelli). Técnico: Renato Gaúcho.

ATHLETICO-PR - Santos; Jonathan, Lucas Halter, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães, Lucho González (Bruno Nazário), Rony e Marcelo Cirino (Vitinho); Marco Ruben (Nikão). Técnico: Tiago Nunes.

GOLS - André, aos 23 minutos do primeiro tempo. Jean Pyerre, aos 27 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Everton, Kannemann, Rony, Léo Pereira.

ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique (RJ).

RENDA - R$ 1.931.786,00.

PÚBLICO - 40.175 pagantes (43.280 no total).

LOCAL - Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS).
 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Grêmio faz 2 a 0 no Athletico-PR e fica perto da final da Copa do Brasil

Publicidade

Quinta, 15/8/2019 7:49.

Felipe Rosa Mendes
Se no Brasileirão o Grêmio não brilha, nas competições de mata-mata a equipe de Renato Gaúcho segue mostrando força. Na noite desta quarta-feira, em Porto Alegre, o time gaúcho fez valer o mando de campo contra o Athletico-PR, venceu por 2 a 0 e ficou perto da final da Copa do Brasil. Everton e André foram os destaques do jogo.

Mesmo se sofrer uma derrota por 1 a 0 no jogo da volta, marcado para 4 de setembro, em Curitiba, o Grêmio fica com a vaga na final, que não disputa desde 2016. A outra semifinal será decidida no mesmo dia, entre Internacional e Cruzeiro, no Mineirão. Na ida, o time gaúcho levou a melhor, por 1 a 0, abrindo a possibilidade de um Gre-Nal na decisão.

Para a partida da volta, o Grêmio terá uma baixa importante. Everton, autor de uma assistência nesta quarta, levou amarelo e está suspenso. O lance da falta que gerou o cartão, ainda no primeiro tempo, causou a irritação de Renato Gaúcho com o jogador, na beira do gramado.

O triunfo desta quarta confirmou a força gremista nas Copas - o time está classificado para as quartas de final da Copa Libertadores. Estas boas campanhas contrastam com o rendimento abaixo do esperado no Brasileirão, no qual a equipe de Porto Alegre completou quatro jogos sem vitória, no fim de semana passado. E já está perto da zona de rebaixamento.

O JOGO - Sem tomar conhecimento do Athletico, o Grêmio partiu para cima assim que o árbitro apitou pela primeira vez no jogo e acelerou o jogo logo nos primeiro minutos. Aos 5, Cortez já arriscava chute colocado que testou o goleiro Santos. Everton, dois minutos depois, também tentou em finalização pelo mesmo lado esquerdo.

O time da casa ganhava em volume de jogo até abrir o placar, aos 23 minutos. Em boa jogada pela intermediária, Matheus Henrique acionou Everton, que acertou lindo passe para André escorar de cabeça para as redes. Na sequência do gol, aos 27, o Grêmio quase anotou o segundo em cobrança de falta na área.

A resposta do Athletico veio no mesmo minuto. Em contra-ataque iniciado pelo goleiro Santos, Rony disparou pela direita e bateu cruzado, perto do pé da trave defendida por Paulo Victor. O time paranaense só voltou a ameaçar no primeiro tempo aos 41, quando Marcelo Cirino tabelou pela esquerda, entrou na área e bateu com força, assustando o goleiro gremista.

Fora estes dois lances, o Grêmio foi soberano em campo na etapa inicial, principalmente quando jogava pelo lado esquerdo. A exceção foi a forte finalização de Maicon, pelo meio e de fora da área, aos 29. Santos fez a defesa.

A boa movimentação da primeira etapa desapareceu no começo do segundo tempo. O jogo, morno, só engrenou novamente a partir dos 18 minutos, quando André desperdiçou grande oportunidade. Ele recebeu ótimo passe na entrada da área, mas se enrolou sozinho com a bola, diante do goleiro, e caiu no gramado. Foi a última chance do jogador, substituído na sequência por Diego Tardelli.

A entrada do experiente jogador deu maior volume de jogo para o ataque gremista, aliviando a concentração das jogadas sobre Everton. Voltando a exibir maior mobilidade no ataque, o Grêmio chegou ao segundo gol em lance de bola parada. Aos 27, Jean Pyerre aproveitou vacilo de Santos na montagem da barreira e bateu falta quase rasteiro no canto: 2 a 0.

Mais confiante, o Grêmio quase chegou ao terceiro logo em seguida. Aos 29, Alisson disparou pela direita, entrou na área, cortou o marcador e bateu rasteiro, rente ao pé da trave esquerda de Santos.

O time da casa ainda teve outra grande chance para fazer o terceiro e ficar ainda mais perto da final. Foi aos 43 minutos, quando Tardelli recebeu na direita, na entrada da área, e finalizou quase no pé da trave.

FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO 2 x 0 ATHLETICO-PR

GRÊMIO - Paulo Victor; Leonardo, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon (Luan), Matheus Henrique, Alisson, Jean Pyerre (Thaciano) e Everton; André (Diego Tardelli). Técnico: Renato Gaúcho.

ATHLETICO-PR - Santos; Jonathan, Lucas Halter, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães, Lucho González (Bruno Nazário), Rony e Marcelo Cirino (Vitinho); Marco Ruben (Nikão). Técnico: Tiago Nunes.

GOLS - André, aos 23 minutos do primeiro tempo. Jean Pyerre, aos 27 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Everton, Kannemann, Rony, Léo Pereira.

ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique (RJ).

RENDA - R$ 1.931.786,00.

PÚBLICO - 40.175 pagantes (43.280 no total).

LOCAL - Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS).
 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade