Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Pauta de acadêmicos da Univali vence Prêmio Jovem Jornalista
Divulgação Univali

Terça, 6/8/2019 9:16.

Os acadêmicos Artur Bezerra e Juniétty Mônica Hugen, sob orientação do professor Almeri Cezino da Silva, do curso de Jornalismo da Univali, são os autores da pauta “Bayè: a luta de imigrantes haitianos por um novo lar", que está entre as três vencedoras do 11º Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, do Instituto Vladimir Herzog.

O tema desta edição do prêmio foi “A face humana dos movimentos imigratórios e de refúgio e seus reflexos na sociedade brasileira".

O trio da Univali propôs uma reportagem, na modalidade texto, sobre Silvye Auguste que, há quatro anos, luta para trazer suas filhas para o Brasil. Ela é haitiana e saiu de seu país de origem em busca de melhores condições de vida em terras brasileiras, assim como milhares de outros haitianos que, desde 2010, migraram de sua terra natal depois que um terremoto de sete pontos de magnitude atingiu o Haiti. Muitos deles escolheram Santa Catarina e apesar de encontrarem no Estado oportunidades para reconstruírem suas vidas, a adaptação dos imigrantes é marcada por barreiras como a do idioma, as dificuldades em encontrar trabalho e situações de preconceito.

No projeto, os acadêmicos da Univali indicam mostrar, na reportagem, como se dá o novo fluxo imigratório em Santa Catarina, especialmente na Região do Vale do Itajaí. Eles evidenciarão os desafios, conquistas e a estrutura que a comunidade haitiana tem com a ajuda dos catarinenses, mostrando desde a vinda dos imigrantes até a sua nova realidade longe de casa. A reportagem será elaborada a partir de encontros do grupo com o professor e mentores indicados pela organização do prêmio, para veiculação no Cobaia, jornal-laboratório do curso de Jornalismo da Univali.

Sobre o prêmio

O Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão foi idealizado pelo Instituto Vladimir Herzog, em 2009, para oferecer aos estudantes de Jornalismo a oportunidade de desenvolverem um trabalho jornalístico prático e reflexivo desde o projeto de pauta até a realização final de uma reportagem. Tanto o processo quanto o produto são orientados por um professor da instituição de ensino do estudante e acompanhados por um jornalista mentor especialmente designado pela organização do Prêmio.

A iniciativa é uma homenagem ao jornalista Fernando Pacheco Jordão, que sempre se preocupou com o desenvolvimento dos jovens profissionais de imprensa, e a Vladimir Herzog, cuja vida foi dedicada a promover um jornalismo de qualidade e responsável. 

Fonte: Assessoria de Comunicação da Univali


Informações: (47) 3341-7543, no curso de Jornalismo da Univali

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Pauta de acadêmicos da Univali vence Prêmio Jovem Jornalista

Divulgação Univali

Publicidade

Terça, 6/8/2019 9:16.

Os acadêmicos Artur Bezerra e Juniétty Mônica Hugen, sob orientação do professor Almeri Cezino da Silva, do curso de Jornalismo da Univali, são os autores da pauta “Bayè: a luta de imigrantes haitianos por um novo lar", que está entre as três vencedoras do 11º Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, do Instituto Vladimir Herzog.

O tema desta edição do prêmio foi “A face humana dos movimentos imigratórios e de refúgio e seus reflexos na sociedade brasileira".

O trio da Univali propôs uma reportagem, na modalidade texto, sobre Silvye Auguste que, há quatro anos, luta para trazer suas filhas para o Brasil. Ela é haitiana e saiu de seu país de origem em busca de melhores condições de vida em terras brasileiras, assim como milhares de outros haitianos que, desde 2010, migraram de sua terra natal depois que um terremoto de sete pontos de magnitude atingiu o Haiti. Muitos deles escolheram Santa Catarina e apesar de encontrarem no Estado oportunidades para reconstruírem suas vidas, a adaptação dos imigrantes é marcada por barreiras como a do idioma, as dificuldades em encontrar trabalho e situações de preconceito.

No projeto, os acadêmicos da Univali indicam mostrar, na reportagem, como se dá o novo fluxo imigratório em Santa Catarina, especialmente na Região do Vale do Itajaí. Eles evidenciarão os desafios, conquistas e a estrutura que a comunidade haitiana tem com a ajuda dos catarinenses, mostrando desde a vinda dos imigrantes até a sua nova realidade longe de casa. A reportagem será elaborada a partir de encontros do grupo com o professor e mentores indicados pela organização do prêmio, para veiculação no Cobaia, jornal-laboratório do curso de Jornalismo da Univali.

Sobre o prêmio

O Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão foi idealizado pelo Instituto Vladimir Herzog, em 2009, para oferecer aos estudantes de Jornalismo a oportunidade de desenvolverem um trabalho jornalístico prático e reflexivo desde o projeto de pauta até a realização final de uma reportagem. Tanto o processo quanto o produto são orientados por um professor da instituição de ensino do estudante e acompanhados por um jornalista mentor especialmente designado pela organização do Prêmio.

A iniciativa é uma homenagem ao jornalista Fernando Pacheco Jordão, que sempre se preocupou com o desenvolvimento dos jovens profissionais de imprensa, e a Vladimir Herzog, cuja vida foi dedicada a promover um jornalismo de qualidade e responsável. 

Fonte: Assessoria de Comunicação da Univali


Informações: (47) 3341-7543, no curso de Jornalismo da Univali

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade