Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Temporada do Bandeira Azul acaba domingo nas praias Estaleiro e Estaleirinho

As bandeiras voltam a ser hasteadas na temporada

Quinta, 18/4/2019 10:39.
Celso Peixoto/Arquivo PMBC

Publicidade

Depois de quatro meses, a Bandeira Azul hasteada nas praias do Estaleiro e do Estaleirinho em dezembro do ano passado, será recolhida neste domingo (21).

A Bandeira Azul é um selo internacional concedido a praias e marinas (a Marina Tedesco também ganhou Bandeira Azul) que atenderam a uma lista de critérios ligados a questões ambientais e qualidade da água.

No Brasil, foram condecoradas nove praias (seis em Santa Catarina), cinco marinas (duas em Santa Catarina) e uma embarcação de turismo sustentável (em Florianópolis).

A temporada 2018/2019 nos locais certificados pelo Programa no Hemisfério Sul terminou em março. Em Balneário Camboriú, atendendo pedidos da comunidade, a secretaria do Meio Ambiente (Semam) conseguiu prorrogar até o feriado de Páscoa. Na próxima semana, o projeto Consciência na Praia, um dos requisitos da certificação, estará encerrando suas atividades nas praias certificadas, com trabalhos e ações para os estudantes daquelas praias.

O secretário do Meio Ambiente Ike Gevaerd disse que foi um desafio que aceitamos e vencemos.

“Desde o início de 2017 uma equipe da Semam não mediu esforços para cumprir os critérios estabelecidos pelo programa. Outro apoio importante foi o do MPSC que acreditou e apoiou ações chaves. Importante também foi a participação das associações de moradores, de pessoas e empresas que entenderam a importância do Bandeira Azul para a melhoria da qualidade ambiental da região. O Corpo de Bombeiros, outros setores do governo também foram foram peças chave neste desafio. Passamos estes quatro meses sem ter que baixar a Bandeira, não foi fácil, todos os dias tínhamos algo a acertar. A experiência deste ano servirá para planejar e melhorar com mais eficácia a temporada 2019/20. Agradeço a todos que colaboraram, mostrando ser possível realizar ações positivas para nossa cidade”, disse Gevaerd.

A Bandeira Azul será novamente hasteada na temporada, porque os critérios do Programa continuarão sendo cumpridos. Segundo o secretário do Meio Ambiente, esse ano serão investidos cerca de R$ 800 mil na manutenção e implantação de novas infraestruturas que seguirão o projeto arquitetônico já elaborado para o Programa. O recurso é resultado de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre a prefeitura, MPSC e construtoras.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Celso Peixoto/Arquivo PMBC

Temporada do Bandeira Azul acaba domingo nas praias Estaleiro e Estaleirinho

As bandeiras voltam a ser hasteadas na temporada

Publicidade

Quinta, 18/4/2019 10:39.

Depois de quatro meses, a Bandeira Azul hasteada nas praias do Estaleiro e do Estaleirinho em dezembro do ano passado, será recolhida neste domingo (21).

A Bandeira Azul é um selo internacional concedido a praias e marinas (a Marina Tedesco também ganhou Bandeira Azul) que atenderam a uma lista de critérios ligados a questões ambientais e qualidade da água.

No Brasil, foram condecoradas nove praias (seis em Santa Catarina), cinco marinas (duas em Santa Catarina) e uma embarcação de turismo sustentável (em Florianópolis).

A temporada 2018/2019 nos locais certificados pelo Programa no Hemisfério Sul terminou em março. Em Balneário Camboriú, atendendo pedidos da comunidade, a secretaria do Meio Ambiente (Semam) conseguiu prorrogar até o feriado de Páscoa. Na próxima semana, o projeto Consciência na Praia, um dos requisitos da certificação, estará encerrando suas atividades nas praias certificadas, com trabalhos e ações para os estudantes daquelas praias.

O secretário do Meio Ambiente Ike Gevaerd disse que foi um desafio que aceitamos e vencemos.

“Desde o início de 2017 uma equipe da Semam não mediu esforços para cumprir os critérios estabelecidos pelo programa. Outro apoio importante foi o do MPSC que acreditou e apoiou ações chaves. Importante também foi a participação das associações de moradores, de pessoas e empresas que entenderam a importância do Bandeira Azul para a melhoria da qualidade ambiental da região. O Corpo de Bombeiros, outros setores do governo também foram foram peças chave neste desafio. Passamos estes quatro meses sem ter que baixar a Bandeira, não foi fácil, todos os dias tínhamos algo a acertar. A experiência deste ano servirá para planejar e melhorar com mais eficácia a temporada 2019/20. Agradeço a todos que colaboraram, mostrando ser possível realizar ações positivas para nossa cidade”, disse Gevaerd.

A Bandeira Azul será novamente hasteada na temporada, porque os critérios do Programa continuarão sendo cumpridos. Segundo o secretário do Meio Ambiente, esse ano serão investidos cerca de R$ 800 mil na manutenção e implantação de novas infraestruturas que seguirão o projeto arquitetônico já elaborado para o Programa. O recurso é resultado de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre a prefeitura, MPSC e construtoras.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade