Jornal Página 3

Yachthouse recebe atração radical nesta semana

Por Agência A

A semana promete muita adrenalina na Barra Sul, em Balneário Camboriú, e o público é convidado a prestigiar. Pela primeira vez um evento de Base Jump oficial será realizado no sul do Brasil e o local escolhido para os saltos foi o Yachthouse Residence, empreendimento da Construtora Pasqualotto & GT, que está sendo erguido na cidade, e quando concluído, em 2020, se tornará o maior empreendimento residencial da América Latina, com 81 andares e mais de 280 metros de altura.

Segundo Marcelo Benthien, idealizador do evento o objetivo inicial é apresentar ao público o Base Jump, esporte praticado no mundo todo e bastante popular em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, que se tornou a capital mundial de esportes radicais como esse, graças à altura de seus empreendimentos.

“Balneário Camboriú desponta no cenário nacional como uma cidade verticalizada e a altura do seus prédios, aliada a proximidade com a orla da praia coloca o município como cenário perfeito para esta prática esportiva”, avalia Marcelo, que torce para que a cidade se torne, em breve, a Capital Nacional e Latino Americana do Base Jump.

Em parceria com o colega de paraquedismo, e aprendiz no Base Jump, Sandro Marcos da Silva, a dupla, com mais de 1500 saltos na carreira cada um criou o projeto Base Jump BC, o qual esperam que futuramente se torne uma Entidade Sem Fins Lucrativos, visando a divulgação do esporte na região.

Na prática o Base Jump é uma modalidade na qual o base-jumper salta de penhascos, prédios, antenas, ou pontes. Daí o nome, em inglês (B.A.S.E), ou "Building Antenna Span & Earth", que em português quer dizer, "Prédio, Antena, Ponte e Terra”. Neste tipo de atividade, o base-jumper faz o uso de um paraquedas apropriado para aberturas a baixas altitudes, que é acionado durante o salto.

Marcelo explica que a ideia nasceu há uns três anos e veio se desenvolvendo até encontrarem as condições ideais de pôr a aventura em prática. Em contato com o empresário Alcino Pasqualotto, finalmente o evento ganhou forma e desde então o objetivo foi conseguir as liberações necessária para a prática dos saltos.

Através do apoio dos vereadores Piruka e Bola o evento ganhou o aval da Prefeitura Municipal, Secretaria de Turismo, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Guarda Municipal, o que torna a ação 100% autorizada e legalizada, dentro das normas de segurança.

Marcelo Benthien é paraquedista desde 1999 e pratica o Base Jump desde 2008. O atleta afirma que Balneário Camboriú tem as características ideais para sediar eventos como esse, dado ao fato de possuir muitos prédios com mais de 30 andares.

Neste primeiro momento a ideia é apresentar ao público e aos empresários o que é o Base Jump e como ele funciona. Posteriormente o objetivo é organizar competições, envolvendo mais atletas e atraindo o público de outras cidades para prestigiar os saltos.

No evento da próxima semana, marcado para acontecer entre os dias 15 a 19 (quarta a domingo) participarão entre 08 e 10 atletas, de diferentes estados brasileiros, todos com experiência no esporte.

O horário do evento está marcado inicialmente para acontecer entre 8h e 11h da manhã, mas, conforme explica Marcelo, em eventos a céu aberto é importante salientar que as condições climáticas determinam se o evento pode acontecer, ou não.

“Esperamos saltar preferencialmente no sábado e domingo, quando a cidade recebe um público maior, mas se o tempo colaborar, os atletas saltarão já na quarta-feira, feriado. Os saltos acontecerão em baterias, que duram entre 20 e 30 minutos cada, podendo, de acordo com o clima, acontecerem de duas a três vezes ao dia”, explica o basejumper.

Os pousos acontecerão na praia, na direção do Yachthouse, local de onde o público poderá conferir os saltos e recepcionar os basejumpers. De lá os atletas seguem pra Academia Wave Barra Sul, onde irã dobrar os paraquedas e se preparar para os próximos saltos. Atualemente o empreendimento se encontra no 52º andar (Torre 01) e 51º (Torre 02). A aventura promete!

A ação conta com o patrocínio da Pasqualotto & GT empreendimentos, Academia Wave e Brava Sushi, que também participa da realização e cobertura do evento.


Sexta, 10/11/2017 15:57.
Publicidade


Colunistas
Cidade

É resultado de desrespeito e incapacidade administrativa. Escola é a única que oferece ensino integral para educação fundamental.


Empregos

Com terceirização os 157 contratados poderão ser mantidos no emprego. Veja as vagas disponíveis.


Geral

Devido serviço de manutenção na ETA


Cidade

Navio já chegou com passageiros de 14 nacionalidades e 1.283 tripulantes 


Mundo/Internacional


Publicidade

Projetos têm nomes de árvores nativas e podem ser adequados ao gosto dos clientes


Publicidade