Jornal Página 3

Polícia continua sem pistas sobre o mandante da morte do engenheiro
Divulgação.
Retrato-falado do mandante do homicídio.
Retrato-falado do mandante do homicídio.

Terça, 10/10/2017 8:34.

A polícia continua sem pistas do mandante do assassinato do engenheiro Sergio Renato Silva, em 22 de fevereiro passado, que durante vários anos analisava os projetos de construção na secretaria do Planejamento de Balneário Camboriú.

Em junho quatro envolvidos no homicídio foram presos e dois deles confessaram que foram à casa do engenheiro, na Praia Brava, e o executaram.

Eles contaram à polícia que foram contratados por R$ 9 mil, por um homem que não conheciam, num posto de gasolina, mas alegaram não saber mais detalhes.

Em agosto a polícia divulgou um retrato-falado do mandante, mas não recebeu informações que possibilitassem chegar ao indivíduo.

O delegado Weidson Silva, da DIC de Itajaí, quem conduz as investigações, confirmou à reportagem na manhã de hoje que “infelizmente” não conseguiu chegar ao mandante.

Quando foi morto Sérgio Renato investigava por contra própria a falsificação da sua assinatura em aprovação de construções pela prefeitura. Seu assassinato é tratado pela polícia como “queima de arquivo” porque ele estaria próximo de revelar grupo ou grupos envolvidos com fraudes nessa área.


Publicidade


Colunistas
por Fernando Baumann
por Sonia Tetto
por Saint Clair Nickelle
por Augusto Cesar Diegoli
por Marcos Vinicios Pagelkopf
por Enéas Athanázio
Educação

Documemnto define o que as escolas brasileiras devem ensinar a cada ano 


Cidade

PIB cresceu forte sob Pavan e Spernau e desacelerou entre 2010 e 2015


Cidade

Crise econômica impacta negativamente nas contas públicas  


Cidade


Guia Legal BC

Banda se apresenta no dia 5 de janeiro


Geral

Consórcio pode ser o fato mais relevante desde que as duas cidades se separaram 53 anos atrás 


Publicidade