Jornal Página 3

Guarda Municipal prende quatro assaltantes
Divulgação
Um dos automóveis tomados em assalto.
Um dos automóveis tomados em assalto.

Quinta, 10/8/2017 19:26.

A Guarda Municipal prendeu nesta quinta-feira (10) quatro homens suspeitos de assaltos em Balneário Camboriú.

De ontem para hoje aconteceram três assaltos à mão armada, um deles em uma oficina mecânica na região sul do centro; outro em uma lavação nas proximidades do centro e outro, hoje, no Estaleiro, onde a proprietária da residência foi feita refém.

Nos três casos citados os assaltantes levaram veículos.

Hoje de manhã a Guarda Municipal localizou esses veículos estacionados em uma rua da cidade.

Desde as nove da manhã o secretário de segurança pública do município, Antônio Gabriel Castanheira, em um carro descaracterizado, ficou monitorando os veículos à espera que os assaltantes retornassem para pegá-los.

Também foram colocados rastreadores nos veículos, porque havia a preocupação que os assaltantes fugissem, causando acidentes ou que houvesse tiroteio expondo a população à risco.

Com uma pequena equipe Castanheira montou um cerco de segurança, usando  também carros descaracterizados.

No começo da noite um dos presos voltou ao local para pegar um dos carros roubados e outros três suspeitos ficaram em outro veículo, um Gol, dando cobertura.

A Guarda caiu em cima e prendeu os quatro. Eles foram conduzidos para acareações e é possível que alguns deles estejam envolvidos no assalto da manhã na praia do Estaleiro, quando uma senhora foi rendida e submetida a duas armas de fogo encostadas em sua cabeça.

O automóvel roubado na casa dessa senhora, um Mini Cooper, também estava sendo monitorado pela Guarda Municipal, mas a PM em vigilância encontrou o veículo e o retirou do local.

A Polícia Militar de Balneário Camboriú não informou a sociedade -através dos informativos que distribui à imprensa-, nenhum dos três assaltos ocorridos entre ontem e hoje.

Comportamento típico de desinformação da sociedade, por parte da PM, adotado desde o começo do ano de 2016, que a coloca os cidadãos em risco por falta de alertas.

Nota: Por noticiar repetidas vezes que a Polícia Militar maquia os informativos que distribui à impressa, o jornal Página 3 está sendo processado pelo comandante local de PM, e um dos seus subordinados.

Para ler o processo na íntegra com a acusação e a defesa do jornal, clique aqui.


Publicidade


Saúde

A demanda elevada levou a coordenação a buscar ajuda    


Seu Dinheiro

Reajuste de 3,9% corresponde à inflação de 12 meses


Cidade

 Os denunciantes não precisarão informar seus nomes. 


Cidade

É necessário redobrar a atenção


Policia

Ele é acusado de ser o mandante de um duplo assassinato


Agora Balneario

A prática será no campo de golfe do Plaza Itapema  


Policia

Ele estava foragido há cerca de 26 anos.  


Esportes

A prova em Penha serviu de base para os próximos compromissos