Jornal Página 3

Federer bate Haase, vai à final em Montreal e acirra briga pelo número 1
Folhapress

Sábado, 12/8/2017 20:12.

(UOL/FOLHAPRESS) - Roger Federer segue em grande fase na carreira poucos dias após completar 36 anos e de olho no topo do ranking. Neste sábado (12), o tenista suíço venceu o holandês Robin Haase por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/6, e avançou para a final do Masters 1000 de Montreal.

Federer vai enfrentar o vencedor do confronto entre o jovem canadense Denis Shapovalov, de apenas 18 anos, e o alemão Alexander Zverez.

A presença na decisão comprova o desempenho irretocável do suíço na temporada após vencer dois Masters 1000, em Indian Wells e Miami, além de ter levantado do troféu do Australian Open, de Wimbledon e do ATP 500 de Halle.

Dessa forma, Federer vê cada vez mais perto a possibilidade de voltar ao posto de número um do ranking mundial, posição que não ocupa desde novembro de 2012.

O tenista já pode atingir o feito na semana que vem, no Masters 1000 de Cincinnatti, já que não tem pontos para defender neste segundo semestre do ano.

Federer e Haase não tinham muita experiência em se enfrentar —mediram forças apenas uma vez em 2012 pela Copa Davis.

A expectativa era que o suíço passasse pelo adversário com certa facilidade, mas ele cometeu erros em sequência logo nos games iniciais. O suíço cometeu uma dupla falta, mandou uma bola no meio da rede e acabou sendo quebrado no serviço.

Mas Federer contou com os erros do adversário, que não soube aproveitar a chance e vacilou nas devoluções. Assim, conseguiu abrir uma boa vantagem de 4 a 1 no set. Depois, impôs o seu estilo de jogo agressivo e venceu a primeira parcial por 6/3.

O segundo set foi bem mais equilibrado e os dois tenistas mantiveram seus saques até o empate por 6 a 6. A decisão foi no tie-break. Haase cometeu um erro não forçado logo no início, e Federer abriu 4 a 1 de vantagem.

A partida parecia decidida, mas Haase começou a utilizar muito bem o seu saque e deu novo equilíbrio ao tie-break deixando tudo empatado por 5 a 5. No fim, o suíço fechou em 7/5.


Publicidade


Colunistas
por Fernando Baumann
por Sonia Tetto
por Saint Clair Nickelle
por Augusto Cesar Diegoli
por Marcos Vinicios Pagelkopf
por Enéas Athanázio
Educação

Documemnto define o que as escolas brasileiras devem ensinar a cada ano 


Cidade

PIB cresceu forte sob Pavan e Spernau e desacelerou entre 2010 e 2015


Cidade

Crise econômica impacta negativamente nas contas públicas  


Cidade


Guia Legal BC

Banda se apresenta no dia 5 de janeiro


Geral

Consórcio pode ser o fato mais relevante desde que as duas cidades se separaram 53 anos atrás 


Publicidade